Certeza De Que No Dia Certo Nos Reuniremos (José Henrique Batistel)

Querida mãe, mãe Leda, meu pai José…

De coração aliviado, com a minha avó Sofia, chego para as palavras que me seja possível, de coração aberto.

Mãe, começo-lhe dizendo que melhorei da novidade daquela surpresa pelo que me aconteceu e sou o filho que está buscando entender todas as coisas e principalmente aceitar e aprender a pensar no perdão, que é uma luta para todos nós.

Pode ficar sossegada, seu filho não reagiu ao assalto. Estávamos na boa no carro, quando fomos abordados e convidados com palavras rudes a sairmos do carro.

Dava para ver que os assaltantes eram criaturas de olhos vermelhos e altamente irritados.

Eu sim confirmo, tive que voltar no carro, mas o rapaz como louco deve ter assustado e atirou; pois sabemos que apertar o dedo no gatilho eles fazem até sem qualquer motivo.

E hoje com mais consciência, digo que é naquele minutinho a mais que a gente pensa estar seguro, que a casa cai. E nesse descuido é que muita gente está por aí, encontrando dificuldades.

Mãe, não se preocupe comigo tanto assim. Aquelas nossas diferenças não são pano tampando o que sinto por você como minha mãe, tanto é que tiro sua suspeita, o que for vivido aqui nesta carta.

Escutei sim você conversando comigo à frente da minha foto, segurando em suas mãos.

Não se sinta só, sentindo minha falta. Eu lhe digo que você sempre será presente comigo e não tem que me pedir quaisquer desculpas e tal.

Com saudade, beijo sim, beijo a Leticia, a Carla e a Cintia.

Mãe, já passou, tá bom?

Vamos agora continuar, eu daqui e você daí, com a certeza de que no dia certo nos reuniremos.

É isso aí Dona Leda!

Deixando eu aqui nestas folhas, seu filho, Henrique.

JOSÉ HENRIQUE BATISTEL (22/10/2016, 39 anos)

Mensagem psicografada na Associação Beneficente Espírita Caminheiros do Bem, em Curitiba, no dia 21 de maio de 2017, pelo médium Orlando Noronha Carneiro

Posted in Destaques, Psicografias