Cheguei por aqui no tempo certo, conforme o que estava programado para mim (Gustavo Juraszek Batista)

Papai Joarez, mamãe Rosane. Pai amigo, acompanhei você até aqui em Curitiba, acompanhei a estrada pela frente, observei seu coração pulsando ao meu encontro, é assim, não há distâncias na estrada da vida, ainda mais quando o amor vive intenso em nossas lembranças.

Não serei sincero com você se não lhe dizer que muitas lágrimas que correm de seus olhos são expressões de nossa saudade unida, não somos tão fortes como pensamos ser, porque a vida em nossa vivência apresentou ao filho que dobrou-se ao enfarte que veio fulminante sem que eu pudesse fazer algo por mim mesmo. Não adianta a gente, pai Joarez e mãe Rosane, cobrar da vida o que aconteceu comigo, é tentar negociar com leis justas e superiores que hoje o seu Gu aqui passou a entender melhor.

Eu chego aqui de peito aberto, feliz, porque você entendeu mais o que nos aconteceu, quando, naquele dia, o sistema cardíaco veio cumprir a sua missão, de deixar para nós o sentimento de um até logo, sim um até logo, porque os que viajam, pai Joarez, para as outras fronteiras da vida, apenas estão em outros estágios de aprendizados, continuando eu daqui na escola que hoje eu devo participar; e vocês, meus pais seguirem com o aprendizado que vocês também precisam, sempre que vier a dor da incorformação, não esqueça destas duas palavras verdadeiras e mágicas: até logo, a palavrinha adeus não existe no dicionário da vida, quando chegamos aqui, neste posto de luz e acolhimento, a vovó Esther nos esperava com seu abraço, eu e vovó Esther percebemos quando você respirou aliviado porque aqui nesta casa de paz você me encontraria, que bom que você tirou as ideias de descontinuar a sua vida quando o desespero, que vem com aquela saudade, que é uma brasa forte a consumir seu coração, fico feliz, porque os que praticam o suicídio, no desespero, encontram sim a dor do remorso , impedindo por tempo longo, um tanto longo, os que vieram antes; mas cada caso é um caso, pois vejo aqui que a lei de Deus não é uma matemática inflexível, mas são leis de amor e misericórdia.

Deixo o meu abraço aos meus irmãos, Mariane e Guilherme, com toda a saudade de um irmão que não os esquece, estou a cada dia com o foco de fazer melhor. Pai, não vim antes do tempo, cheguei por aqui no tempo certo, conforme o que estava programado para mim. O suporte, pai Joarez, sem cair na tristeza persistente; um dia olharemos um para o outro, olho ao olho, como a resgatar todo o tempo que em nossa visão pensamos perdermos, mas aqui no futuro saberemos que em verdade a gente ganhou, para que você saiba na firmeza de sua fé, eu cito a Ana, a querida afeição do meu lado que não esqueci aqui, e sou o coração que compreendeu que ela deva seguir seu
caminho como seguirei o meu aqui. Mas nossa estrada não está separada, pois de alguma
forma nossas vidas se cruzam.

Sou o filho menor, pedindo ao pai e a mãe Rosane a benção de seus corações.

Com carinho e saudade esperançosa, Gu.

 

Gustavo Juraszek Batista

(Mensagem psicografada pelo médium Orlando Noronha Carneiro, na
Associação Beneficente Espírita Caminheiros do Bem, no dia 16/12/2018, em Curitiba-Paraná)

Posted in Destaques, Psicografias

Psicografias

Prezados Amigos,

Com alegria informamos da psicografia, como sempre sobre as bênçãos de Jesus, na divulgação da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec à luz do Evangelho de Jesus.

Calendário atualizado em todos os locais. (aqui).

Senhas da Psicografia

Em geral, convidamos a todos que busquem, se for de sua vontade, uma Casa Espírita, orientada conforme os preceitos de Jesus e Kardec, e de fácil acesso, com o objetivo de conhecerem a Doutrina Espírita em seus estudos e cursos especializados.

Fraternalmente,
EQUIPE PORTAS DO AMOR