Recado que recebi de Chico Xavier

Chico em sua casa esta autografando o livro “LIVRO DA ESPERANÇA” de Emmanuel, por ele psicografado para mim,
quando estávamos dirigindo para o Culto do Evangelho e da Assistência, no chamado Abacateiro, Vila do Pássaro.

 

MEDIUNIDADE GENUÍNA DE CHICO

por Orlando Noronha Carneiro

 

 

Não paira qualquer dúvida referente a capacidade mediúnica de Chico Xavier.

O seu mandado mediúnico, perfazendo 75 anos de atividades ininterruptas é atestado que a história da humanidade já registrou e ficará como farol para a posteridade, graças o ingente esforço de muitos corações que continuam divulgando a lavra mediúnica de Chico Xavier, como suas ações no bem e na caridade de homem espírita-cristão.

Conta nos o casal Áureo e Aladia, hoje domiciliados no Mundo Espiritual e que muito me ajudaram no inicio da psicografia, que eles sempre mantiveram contato íntimo na casa de Chico, após o buscarem em razão da desencarnação de sua filha Marisa.

Quando decidiam ir até o Chico, avisavam o Eurípedes.

Entretanto com o tempo, entendiam que já estavam abusando da hospitalidade do Chico. Então, quando decidiam viajar para Uberaba, visitar o Chico, não mais avisavam e iam direto para o Hotel Zote.

Acomodados no hotel, daqui a pouco a recepção os contatava, dizendo que o Eurípedes estava na recepção.

Desciam, e o Eurípedes logo os avisavam: A Marisa (filha desencarnada do casal), apareceu para o Chico e disse que vocês estão no Hotel e o Chico pediu para vir lhes buscar.

Ouvi, pessoalmente do saudoso casal este fato acontecido com Chico.

Pois bem, em 1986, após ter visitado periodicamente Chico em Uberaba, seja no Abacateiro ou no Grupo Espírita da Prece, e ter com ele recebido várias instruções para meu caminho na Doutrina Espírita, entrei em um conflito, e decidi parar as atividades.

Para isso marquei com o Sr Francisco, então Presidente do Pronto Socorro Espiritual Pais e Filhos – Osasco, uma reunião privativa, onde comunicaria minha decisão.

Queria seguir a vida como todos os jovens o faziam.

Cheguei as 19 horas no Pais e Filhos, hora que marcamos, uma hora antes da reunião, e o Sr Francisco se achegou sempre bondoso e atencioso.

Eu ia começar o assunto, os meus esclarecimentos, quando o Sr Francisco me disse: Antes que você me fale algo, veja este livro.

Ele me entregou um livro, denominado MEDIUNIDADE E SINTONIA de Emmanuel, psicografia de Chico Xavier.

Olhei, sem muito entusiasmo, em razão de meu estado íntimo, e após olhar e ir entregando o livro para o Sr Francisco ele me falou:

– Não, olhe a primeira página!

Olhei, e para minha surpresa e emoção, estava assinalado uma dedicatória de nosso querido Chico Amor Xavier.

 

Fiquei sem ação.

Em seguida, Sr Francisco foi me dizendo:

– Olha, um homem veio até mim e entregou este livro e me disse assim: Sr Francisco, estava eu em Uberaba, sábado passado, e Chico estava autografando no Grupo Espírita da Prece, e do nada ele sabendo que éramos de uma caravana proveniente de Osasco, disse: alguém conhece o Orlando em Osasco, poderiam entregar este livro para ele. Como eu conheço o Orlando, disse que sim, eu o conhecia e entregaria, e quando o Chico me entregou pediu finalmente, mande um recado para o Orlando, diga ele para não desistir, continuar perseverante.

Chico com certeza já estava ciente de minha decisão, via mundo espiritual.

Ao concluir a sua narrativa, o Sr Francisco então continuou:

– O que você quer falar comigo, estou a sua disposição.

Ainda sob o impacto da revelação, característica da mediunidade abençoada de Chico Xavier, arrematei:

– Então Sr Francisco vim até aqui para lhe parabenizar pelas reuniões, que as reuniões estão uma beleza e que temos o prazer de continuar cooperando de alguma forma.

Obs: Na foto com meu amigo João Banini, grande amigo de Chico Xavier, esposo de Marisa, genro de Dona Aladia e Sr Áureo.

 

E TAMBÉM POR ELE, CHICO, CIENTE DE MINHAS IMPERFEIÇÕES E LIMITAÇÕES,
EU ESTOU CONTINUANDO…