Sempre estarei com você segurando em suas mãos (Gustavo Juraszek Batista)

Meu pai Joarez, extensivo à mamãe Rosana…

Pai, estou aqui e vim com você ao seu lado no carro e me autorizaram a lhe escrever.

O meu avô que podemos chamar de Antonio está aqui conosco, participando da reunião.

Pai, peço a sua aceitação com o ocorrido comigo.

Não podemos pai, superar nunca as leis maiores que comandam a nossa vida.

Eu estou em paz e caminhando, e se não estou melhor é porque sei pai os segredos de seu coração e de seu pensamento.

Por que você está pai, a pensar em desistir, largar tudo e querer acabar logo com seu desespero, apenas atacando contra você mesmo?

Não fique pai, maquinando para depois deixar a mãe, o Guilherme e minha irmã Mariana.

E pior, você sabe por tudo o que já ouviu que não é por aí…

Suicídio é retardar o reencontro com quem tanto amamos.

Não fique com vergonha não, porque no fundo sei que você não irá nos deixar tristes.

Pai, não morri, o infarto foi a minha prova que eu precisei viver para o meu aprendizado. Nada neste mundo mudaria o meu trajeto, porque como tudo foi, é que assim teria que acontecer.

Não fique chorando assim pai, me dói ver você aflito. Para lhe proteger, se precisar, até pego no volante com você para dirigir suas mãos.

Creio que você me entende…

Sempre estarei com você segurando em suas mãos…

Sou o seu filho, com muito carinho por você, e que mesmo lhe compreendendo, quero gritar daqui que tenho um pai forte e que aceita a vontade de Deus e que apenas deu uma passagem para mim para uma viagem fantástica porque estou me realizando por aqui.

Beije a mamãe no retorno à casa, sem esquecer que muitas vezes eu sou o seu carona.

Com muito amor, sou o filho sempre reconhecido e grato,

Gu

GUSTAVO JURASZEK BATISTA (17/06/2014, 17 anos)

Mensagem psicografada na Associação Beneficente Espírita Caminheiros do Bem, em Curitiba, no dia 21 de maio de 2017, pelo médium Orlando Noronha Carneiro

Posted in Destaques, Psicografias